O que fazer para ter o amor de Cristo

Tempo de leitura: 3 minutos

O amor de Cristo nos constrange, essa é a grande verdade.

Pois é por meio dele e de seu sacrifício na cruz, que reconhecemos a grande misericórdia de Deus por todos nós.

Que nos livrou de nossa natureza pecaminosa e nos deu a oportunidade de viver.

“Portanto, sejam imitadores de Deus, como filhos amados, e vivam em amor, como também Cristo nos amou e se entregou por nós como oferta e sacrifício de aroma agradável a Deus.” (Efésios 5:1-2)

Recebemos o amor de Cristo gratuitamente

Recebemos o amor de Cristo de Graça, em misericórdia e bondade.

Portanto, já é possível responder que NÃO, não há nada que você possa fazer para alcançar o amor de Cristo, nenhuma boa obra ou nenhum sacrifício.

Mas a Graça, favor imerecido de Cristo, não foi barata, um alto preço foi pago na Cruz.

Jesus nos amou e por isso nos resgatou e deu a oportunidade da salvação, mas não somente isso.

Ele nos orientou de que nosso dever, como crentes regenerados e nascidos de uma natureza santa e incorruptível de novo, é imitar seus passos e amar aos outros como Ele nos amou.

“porque escrito está:

Sede santos, porque eu sou santo.

Ora, se invocais como Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo as obras de cada um.

Portai-vos com temor durante o tempo da vossa peregrinação.

Sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram.

Mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo”. (1Pedro 1:16-19).

Nossa missão

Não é porque fomos salvos de graça, que temos liberdade para levar uma vida impura ou longe do amor de Deus.

Temos uma missão a cumprir neste mundo, a qual Deus promete nos capacitar, que é cuidar do próximo e fazer conhecido o amor de Cristo em nosso proceder.

“Tendo purificado a vossa alma, pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido.

Amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente, pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível.

Mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente.

Pois toda carne é como a erva, e toda a sua glória, como a flor da erva; seca-se a erva, e cai a sua flor;

A palavra do Senhor, porém, permanece eternamente. Ora, esta é a palavra que vos foi evangelizada.” (1Pedro 1:22-25)

Obediência a Deus por amor a Cristo

Precisamos viver em obediência a Deus, se o amamos e realmente queremos estar abrigados no amor de Cristo.

Toda a “moral cristã”, ou seja, nossos princípios, são regidos pela Graça, em que Jesus nos amou primeiro.

Mas para vivermos em amor devemos nos atentar a importância de amar nossos irmãos:

“Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.” (João 15:13).

“O meu mandamento é este: Amem-se uns aos outros como eu os amei.” (João 15:12)

Por fim, para validar a importância do mandamento de amar ao próximo,.

Desmentindo àqueles que acreditam em uma graça barata.

Onde não precisamos viver baseados numa conduta de santidade, basta observar o seguinte alerta, feito por Jesus, sobre o perdão:

“E, quando estiverem orando, se tiverem alguma coisa contra alguém, perdoem-no, para que também o Pai celestial perdoe os seus pecados.

Mas, se vocês não perdoarem, também o seu Pai que está nos céus não perdoará os seus pecados”.” (Marcos 11:25-26).

Graças a Deus que nos capacita, por meio de seu Espírito Santo, a viver em santidade e seguindo a sua vontade, amando como Ele nos amou. Quão maravilhoso é receber o amor de Cristo.

Deus te abençoe!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário e compartilhe nas redes sociais.

Pegue agora seu Ebook gratuitamente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *