Justificados pela Fé em Cristo Jesus

Tempo de leitura: 4 minutos

Há quem se apegue a dogmas e tradições que prometem trazer a aptidão necessária para salvar sua própria vida. O bom comportamento e as boas obras são encaradas como uma virtude, inclusive na própria Lei, dada pelo Senhor a Moisés para guiar o povo de Israel na construção de sua nova vida, após a libertação da escravidão do Egito. Muito tempo se passou desde então e essa virtude se torna cada vez mais rara no mundo, somos incapazes de controlar a natureza desenfreada que nos faz viver no pecado. A Bíblia nos aponta todas as razões da dificuldade que temos em fazer o bem e nos traz o presente mais importante de todos, o alívio de nosso fardo: a justificação conquistada por Jesus para nossa vida! Entenda mais como isso funciona:

Natureza pecaminosa

Para entender nossa tendência natural de fazer o mal, podemos tomar o exemplo de um homem que seguiu ao Senhor em meio a muitas dificuldades, o Apóstolo Paulo. Em suas cartas, Paulo cita sua dificuldade em fazer o bem em diversas situações, assim como nós, o egoísmo, o medo e o pecado foram questões que o afligiram.

“E eu sei que em mim, isto é, em minha natureza humana, não há nada de bom, pois quero fazer o que é certo, mas não consigo. Quero fazer o bem, mas não o faço. Não quero fazer o que é errado, mas, ainda assim, o faço. Então, se faço o que não quero, na verdade não sou eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim.” Romanos 7:18-20 NVT


Nossa natureza humana decaiu quando o pecado entrou no mundo, através a desobediência do primeiro homem. Adão representa a todos nós, entregues ao pecado, mas essa verdade não deve nos tirar a esperança, pelo contrário, é nela que encontramos o nosso verdadeiro conforto. Foi pela queda e fraqueza de nossa existência que a grande misericórdia e o amor de Deus puderam ser conhecidos, Ele nos proporcionou a salvação desde o início dos tempos.

Nossa esperança


“Pois todos pecaram e não alcançam o padrão da glória de Deus, mas ele, em sua graça, nos declara justos por meio de Cristo Jesus, que nos resgatou do castigo por nossos pecados.” Romanos 3:23-24 NVT


O papel de Cristo Jesus em sua vinda foi muito maior do que apenas nos ensinar os padrões que devemos seguir para merecermos a salvação. Ele veio para nos aliviar o fardo pesado que carregamos em nossas costas, Ele é nosso defensor perante Deus, o forte que se fez fraco para levar sobre si as dores daqueles que já não tinham esperança. Pelo sacrifício dEle, nós fomos salvos e temos acesso a Sua paz, Ele fez tudo isso sendo nós ainda pecadores. Não pelo que tivéssemos feito, mas o Senhor nos amou de tal maneira que elaborou um plano todo especial de salvação, para presentear quem aceita seu amor. Esse presente está disponível para todos que o buscarem de todo o coração.


Descanse nessa verdade


“Deus apresentou Jesus como sacrifício pelo pecado, com o sangue que ele derramou, mostrando assim sua justiça em favor dos que creem. No passado ele se conteve e não castigou os pecados antes cometidos, pois planejava revelar sua justiça no tempo presente. Com isso, Deus se mostrou justo, condenando o pecado, e justificador, declarando justo o pecador que crê em Jesus. Podemos então nos vangloriar de ter feito algo para sermos aceitos por Deus? Não, pois nossa absolvição não vem pela obediência à lei, mas pela fé. Portanto, somos declarados justos por meio da fé, e não pela obediência à lei.” Romanos 3:25-28 NVT


Ser justificado pela Fé em Cristo Jesus significa descansar na certeza que Ele nos dá, de que não somos mais escravos do pecado, pois o seu sangue nos libertou! Para ter acesso a essa salvação, basta apenas um passo – a Fé.


Lutero entendeu essa verdade e passou sua vida dedicado a libertar as pessoas da escravidão imposta por supostos “homens da fé” que vendiam uma falsa salvação. A verdadeira salvação não está a venda, ela só pode ser obtida por meio dAquele que a conquistou por nós – Sola Fide – SOMENTE PELA FÉ em nosso Senhor Cristo Jesus, é que alcançamos a justificação.
O que acha de descansar agora mesmo nesse amor? Deus te abençoe


Gostou desse artigo? Deixe nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *