A obra da Cruz de Jesus Cristo

Tempo de leitura: 8 minutos

A obra da Cruz, realizada pela única pessoa que poderia cumpri-la até o fim sem fraquejar, a saber Jesus.

“e reconciliar com Deus os dois em um corpo, por meio da cruz, pela qual ele destruiu a inimizade.” (Efésios 2:16)

A obra da cruz é o ponto central de toda a história da humanidade e de seu relacionamento com o criador.

Foi na cruz que Jesus entregou um presente incomparável para seus escolhidos.

Com dois objetivos fundamentais:

Justificar a humanidade de sua culpa e natureza pecaminosa e, dessa maneira, reconciliá-la com ele.

Deus ofereceu seu filho Jesus como sacrifício de sangue, para satisfazer sua própria justiça.

Pois Deus não poderia deixar impune nossa maldade.

Por sermos incapazes de deixar as amarras do pecado e pela nossa condição carente de um Salvador, em grande amor.

Deus já havia elaborado o plano de salvação para levar nossas culpas, revestindo-nos com uma nova natureza santa.

“Porque no evangelho é revelada a justiça de Deus, uma justiça que do princípio ao fim é pela fé, como está escrito:

“O justo viverá pela fé“. (Romanos 1:17)

A obra da cruz diz respeito a quem somos e a quem podemos ser em Cristo.

Somente pela Graça, favor imerecido de Deus.

Não é e nunca será por nada que fizemos ou faremos.

“Mas longe esteja de mim gloriar-me.

Senão na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim, e eu, para o mundo.” (Gálatas 6.14)

Trajetória de Cristo – A obra da Cruz

Ao olharmos superficialmente para a trajetória de Jesus no mundo, podemos pensar que a mensagem da obra da cruz é a de um ativista fraco.

Que é morto por tentar mudar a realidade política de sua época, deixando apenas um exemplo moral a ser seguido.

No entanto, Jesus foi vitorioso em sua missão, sendo glorificado com um Nome acima de todos os nomes.

A missão de Jesus já havia sido predita pelos profetas e era esperada por seu povo desde os tempos do antigo testamento.

Jesus cumpriu todas as escrituras e seguiu em obediência, por amor, e assim conquistou nossa vitória.

Nossa vitória é assegurada em Jesus porque ele oferece, à todo aquele que crê, a justificação e a reconciliação.

Vamos entender mais o que significa cada uma dessas conquistas.

Obra da Cruz: Justificação

Vamos entender a justificação no texto de Romanos 5:1-8:

“Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo;

Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.”

O termo “justificação” significa, segundo os dicionários, o “conjunto de argumentos apresentados por alguém em sua defesa ou em favor de alguém”.

Jesus apresentou sua defesa em nosso favor ao morrer na cruz.

É como se Ele, que é completamente santo, dissesse aos nossos inquisidores:

“Eu garanto que eles podem ser salvos, por amor de mim”.

Para acessarmos essa garantia, nosso primeiro passo deve ser a Fé.

Crer em Jesus é o único caminho pelo qual podemos nos gloriar na esperança da glória de Deus, do contrário, estaríamos ainda separados.

“E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações;

Sabendo que a tribulação produz a paciência, E a paciência a experiência, e a experiência a esperança.”

O Senhor Jesus está conosco

Não nos gloriamos, no entanto, só nas alegrias da vida.

Mas também nas tribulações, porque a exemplo de nosso salvador, devemos lidar com o sofrimento com paciência, pois ele sofreu para cumprir sua obra na cruz.

Antes que alcancemos a viva esperança da salvação.

Esse mundo abundante em pecado não é mais nossa casa.

Ao crer em Jesus, entendemos que somos peregrinos em um mundo hostil, mas não estamos sozinhos.

O Senhor não nos deixou despreparados para enfrentar as provações e os desafios da vida, também não será dentro de nós mesmos que encontraremos esperança.

“E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.

Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios.

Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer.

Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.”

A esperança que necessitamos, dia após dia, é derramada pelo Espírito Santo que nos foi dado, por meio da Fé.

Cristo é a prova de amor e misericórdia de Deus, é nossa oportunidade.

Esse é o significado da justificação em sua vida.

Você é livre da culpa antes de querer, você é salvo e cheio de esperança para seguir o caminho correto.

Ele nos libertou para a verdadeira liberdade.

“e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará…

Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. (João 8.32,36).

Obra da Cruz: Reconciliação

“Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira.

Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.

E não somente isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora alcançamos a reconciliação.” (Romanos 5:9-11)

Não somos apenas feitos justos por meio do sacrifício de Jesus.

Nós fomos reconciliados com Deus, temos um laço de união, amizade e filiação com nosso Deus.

“e por meio dele reconciliasse consigo todas as coisas, tanto as que estão na terra quanto as que estão nos céus.

Estabelecendo a paz pelo seu sangue derramado na cruz. 

Antes vocês estavam separados de Deus e, na mente de vocês, eram inimigos por causa do mau procedimento de vocês.

Mas agora ele os reconciliou pelo corpo físico de Cristo, mediante a morte, para apresentá-los diante dele santos.

Inculpáveis e livres de qualquer acusação, desde que continuem alicerçados e firmes na fé, sem se afastarem da esperança do evangelho,.

Que vocês ouviram e que tem sido proclamado a todos os que estão debaixo do céu.

Esse é o evangelho do qual eu, Paulo, me tornei ministro.” (Colossenses 1:20-23)

Jesus destruiu a inimizade na obra da Cruz

Jesus destruiu a inimizade gerada pelo pecado e nos tornou capazes de viver em santidade.

Com os frutos do Espírito Santo, como a paciência, a bondade, a alegria, a esperança.

“Mas agora, em Cristo Jesus, vocês, que antes estavam longe, foram aproximados mediante o sangue de Cristo. 

Pois ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um e destruiu a barreira, o muro de inimizade, anulando em seu corpo a Lei dos mandamentos expressa em ordenanças.

O objetivo dele era criar em si mesmo, dos dois, um novo homem, fazendo a paz.

E reconciliar com Deus os dois em um corpo, por meio da cruz, pela qual ele destruiu a inimizade.

Pois por meio dele tanto nós como vocês temos acesso ao Pai, por um só Espírito. 

Portanto, vocês já não são estrangeiros nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e membros da família de Deus.” (Efésios 2:13-16, 18-19).

A reconciliação permitiu, por fim, que nos tornemos cidadãos do céu e membros da família de Deus.

Só em Cristo podemos ter verdadeira .

Por fim, lembre-se dos motivos que você tem para se alegrar.

Em Cristo Jesus, pela obra da cruz:

  • Nós somos livres.

“como livres que sois, não usando, todavia, a liberdade por pretexto da malícia, mas vivendo como servos de Deus.” (1 Pedro 2.16.)

  • Nós temos paz

“Ele veio e anunciou paz a vocês que estavam longe e paz aos que estavam perto.

Portanto, vocês já não são estrangeiros nem forasteiros.

Mas concidadãos dos santos e membros da família de Deus.

Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, tendo Jesus Cristo como pedra angular.

No qual todo o edifício é ajustado e cresce para tornar-se um santuário santo no Senhor.

Nele vocês também estão sendo edificados juntos, para se tornarem morada de Deus por seu Espírito. ” (Efésios 2:17, 19-22)

  • Nós somos capazes de amar

“Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos.” (João 15:13)

Deus abençoe 🙂

Gostou do artigo? Deixe seu comentário e compartilhe nas redes sociais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *