Batismo: o que você precisa saber

Tempo de leitura: 7 minutos

Um dos grandes impulsos da Reforma Protestante foi a contraposição à dogmas e
costumes criados pela igreja num período em que o mais importante era obter
controle e lucro. Conduzida com opressão e interesses políticos, a igreja trocava
virtudes como “santidade”, “justificação” e “salvação” por bens valiosos. Nesse
período também não era permitida a livre interpretação da Bíblia, aqueles que não
eram letrados ficavam longe das escrituras, dependendo apenas das explicações e
ordenanças do alto clero.


A distância da palavra de Deus foi aos poucos combatida por mentes escolhidas pelo
Senhor para discernir e desafiar seus medos, tornando a Bíblia acessível como a temos
hoje. Ela é e sempre foi a fonte de conhecimento deixada por Deus para seus filhos, é
na Bíblia que encontramos resposta para todas as dúvidas de nossa vida como cristãos.
Baseando-se naquilo que ela diz sobre o batismo nas águas , queremos te fazer refletir
sobre a profundidade dessa atitude, que não está limitada apenas a um mergulho ou
um ritual eclesiástico, mas sim a um novo nascimento em Jesus.

“Mas, Quando Deus, nosso Salvador, revelou sua bondade e seu amor, ele nos salvou
não porque tivéssemos feito algo justo, mas por causa de sua misericórdia. Ele nos
lavou para remover nossos pecados, nos fez nascer de novo e nos deu nova vida por
meio do Espírito Santo.” Tito 3:4 – 5 NVT


Na Bíblia encontramos o Batismo nas águas desde o momento em que João Batista
aparece anunciando a vinda do Messias – quem cria em sua mensagem era batizado. Já
Jesus, não inicia seu ministério oficialmente sem antes ser batizado nas águas pelo
próprio João Batista. O significado profundo do batismo é explorado ao longo de todo
o novo testamento, por exemplo, quando os discípulos de Jesus são orientados a ir
pelo mundo, contar as boas novas e fazer discípulos por meio do batismo.


“Jesus lhes disse: “Vão ao mundo inteiro e anunciem as boas-novas a todos. Quem crer
e for batizado será salvo, mas quem se recusar a crer será condenado.” Marcos
16:15 – 16 NVT


Um fator incrível sobre o batismo é quando o Espírito Santo, após o batismo de Jesus
Cristo, desceu em formato de pomba e uma voz no céu disse:

“…Você é meu filho amado, que me dá grande alegria” . Lucas 3:22 NVT


Isso nos mostra e também nos dá um exemplo, de que o batismo nas águas é uma
atitude simbólica de nosso novo nascimento em Cristo, feito ao nos tornarmos novas
criaturas. No momento em que nascemos de novo, recebemos o Espírito Santo para
nos consolar e guiar a toda boa dádiva. Além disso, o Espírito Santo testifica que somos
filhos de Deus àqueles ao nosso redor.


Algumas pessoas questionam se a salvação de nossa alma depende do batismo nas águas.
Sobre isso, podemos deixar duas reflexões:

Nesse período também não era permitida a livre interpretação da Bíblia, aqueles que não
eram letrados ficavam longe das escrituras, dependendo apenas das explicações e
ordenanças do alto clero.


A distância da palavra de Deus foi aos poucos combatida por mentes escolhidas pelo
Senhor para discernir e desafiar seus medos, tornando a Bíblia acessível como a temos
hoje. Ela é e sempre foi a fonte de conhecimento deixada por Deus para seus filhos, é
na Bíblia que encontramos resposta para todas as dúvidas de nossa vida como cristãos.
Baseando-se naquilo que ela diz sobre o batismo nas águas , queremos te fazer refletir
sobre a profundidade dessa atitude, que não está limitada apenas a um mergulho ou
um ritual eclesiástico, mas sim a um novo nascimento em Jesus.


“Mas, Quando Deus, nosso Salvador, revelou sua bondade e seu amor, ele nos salvou
não porque tivéssemos feito algo justo, mas por causa de sua misericórdia. Ele nos
lavou para remover nossos pecados, nos fez nascer de novo e nos deu nova vida por
meio do Espírito Santo.” Tito 3:4 – 5 NVT


Na Bíblia encontramos o Batismo nas águas desde o momento em que João Batista
aparece anunciando a vinda do Messias – quem cria em sua mensagem era batizado. Já
Jesus, não inicia seu ministério oficialmente sem antes ser batizado nas águas pelo
próprio João Batista. O significado profundo do batismo é explorado ao longo de todo
o novo testamento, por exemplo, quando os discípulos de Jesus são orientados a ir
pelo mundo, contar as boas novas e fazer discípulos por meio do batismo.


“Jesus lhes disse: “Vão ao mundo inteiro e anunciem as boas-novas a todos. Quem crer
e for batizado será salvo, mas quem se recusar a crer será condenado.” Marcos
16:15 – 16 NVT


Um fator incrível sobre o batismo é quando o Espírito Santo, após o batismo de Jesus
Cristo, desceu em formato de pomba e uma voz no céu disse:


“…Você é meu filho amado, que me dá grande alegria” . Lucas 3:22 NVT


Isso nos mostra e também nos dá um exemplo, de que o batismo nas águas é uma
atitude simbólica de nosso novo nascimento em Cristo, feito ao nos tornarmos novas
criaturas. No momento em que nascemos de novo, recebemos o Espírito Santo para
nos consolar e guiar a toda boa dádiva. Além disso, o Espírito Santo testifica que somos
filhos de Deus àqueles ao nosso redor.


Algumas pessoas questionam se a salvação de nossa alma depende do batismo nas águas.
Sobre isso, podemos deixar duas reflexões:

  • Quando Jesus está em seus últimos momentos na Cruz, o ladrão que está condenado
    ao seu lado reconhece duas coisas: a primeira é que ele era um pecador e seu
    sofrimento era justo, enquanto que Jesus sofreu uma condenação injusta. A segunda é
    que ele reconheceu Jesus como Deus, pedindo para que se lembrasse dele quando
    chegasse ao céu. O resultado disso foi que Jesus o aceitou e disse que em breve ele
    estaria ao seu lado no paraíso. Esse homem não foi batizado, não passou por nenhum
    tipo de ritual, mas foi aceito e salvo por Jesus, pois seu coração creu. A salvação está
    disponível a todo aquele que crer, essa é a verdade descrita na palavra.
    “E um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava dele, dizendo: Se tu és o Cristo,
    salva-te a ti mesmo, e a nós. Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem
    ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça, porque
    recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez. E disse a Jesus: Senhor,
    lembra-te de mim, quando entrares no teu reino. E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje
    estarás comigo no Paraíso.” Lucas 23:39-43

  • A segunda e última reflexão que deixo para você, é sobre o cuidado que devemos ter
    ao entrar em discussões que não acrescentam e não edificam. Sobre isso, a Bíblia é
    bem específica: “Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas, e nos
    debates acerca da lei; porque são coisas inúteis e vãs.” Tito 3:9.
    Acima de qualquer questionamento sobre doutrinas eclesiásticas, está o centro do
    evangelho, descrito em João 3:16: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu
    o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida
    eterna
    Creia no Senhor Jesus, Ele é capaz de o lavar de todo mal e te tornar uma nova criatura.
    Que a paz do Senhor guie sua vida e te leve a todo entendimento. Deus abençoe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *