Arrebatamento da igreja: como será?

Tempo de leitura: 4 minutos

Arrebatamento da igreja, esse é um tema de grandes controvérsias teológicas.

Pois a interpretação sobre os fatos é binária.

O arrebatamento da igreja está ligado diretamente ao período de tribulação e da volta de Jesus

Alguns interpretam o arrebatamento da igreja como um momento repentino, que ocorrerá longe desse mundo.

Isso devido a interpretações diferentes da passagem com a afirmação de Paulo:

“Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus;

E os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.

Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor”. (1 Tessalonicenses 4:16,17)

Outros capítulos sobre o arrebatamento da igreja

Outros capítulos sobre a volta de Jesus afirmam que devemos nos preparar para enfrentar, como escolhidos, a grande tribulação desse mundo.

O que importa é que quem perseverar até o fim, será salvo.

A Bíblia também diz que “todo olho verá” a volta de Cristo, que ela ocorrerá quando ninguém estiver esperando.

E o arrebatamento da igreja ocorrerá. 

O grande ponto das discussões teológicas resume-se nestas duas questões:

Jesus voltará duas vezes?

Os crentes participarão da grande tribulação?

Bom, não há como saber ao certo, você pode tomar como base estudos e pregações sobre o assunto e entender profundamente as visões pré e pós tribulacionistas.

Mas  independentemente de quando ou como ocorrerá, os crentes esperam em grande esperança pela vinda de nosso Senhor Jesus.

E pelo arrebatamento da igreja, é sobre isso que gostaríamos de tratar nesse texto.

A obra de Jesus foi consumada na cruz e nós aguardamos com grande expectativa pelo momento em que nosso Rei assumirá o mundo e governará com paz e justiça.

O momento em que o mal não mais existirá e que a humanidade deixará de ser escravizada pelo pecado.

Foi para isso que Jesus morreu e ressuscitou, para que pudéssemos viver nessa esperança para sempre.

Jesus confiou à sua Igreja, ou seja, a nós que cremos em seu nome, o papel de ser luz no mundo, de levar as boas novas, de amar ao próximo, de dividir aquilo que de graça recebemos.

Enquanto estamos neste mundo, devemos ser parte essencial do projeto de salvação de Deus.

E isso significa viver, em todos os momentos, sabendo que nosso Rei conta conosco e que está prestes a voltar, significa ter e revelar o caráter de Cristo.

Até que Ele venha arrebatar sua igreja.

Parábolas de Jesus sobre o arrebatamento da igreja 

“Sede vós semelhantes a homens que esperam pelo seu senhor, ao voltar ele das festas de casamento;

Para que, quando vier e bater à porta, logo lha abram.

Bem-aventurados aqueles servos a quem o senhor, quando vier, os encontre vigilantes;

Em verdade vos afirmo que ele há de cingir-se, dar-lhes lugar à mesa e, aproximando-se, os servirá.

Quer ele venha na segunda vigília, quer na terceira, bem-aventurados serão eles, se assim os achar.

Sabei, porém, isto:

Se o pai de família soubesse a que hora havia de vir o ladrão, [vigiaria e] não deixaria arrombar a sua casa.

Ficai também vós apercebidos, porque, à hora em que não cuidais, o Filho do Homem virá.

Então, Pedro perguntou:

Senhor, proferes esta parábola para nós ou também para todos?

Disse o Senhor: Quem é, pois, o mordomo fiel e prudente, a quem o senhor confiará os seus conservos para dar-lhes o sustento a seu tempo?

Bem-aventurado aquele servo a quem seu senhor, quando vier, achar fazendo assim.

Verdadeiramente, vos digo que lhe confiará todos os seus bens.

Mas, se aquele servo disser consigo mesmo:

Meu senhor tarda em vir, e passar a espancar os criados e as criadas, a comer, a beber e a embriagar-se,  virá o senhor daquele servo, em dia em que não o espera e em hora que não sabe, e castigá-lo-á, lançando-lhe a sorte com os infiéis.

Aquele servo, porém, que conheceu a vontade de seu senhor e não se aprontou, nem fez segundo a sua vontade será punido com muitos açoites.

Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites.

Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão.”. (Lucas 12:36-48)

Conclusão

Nessas parábolas, Jesus deixa claro que devemos estar atentos.

Que nosso comportamento enquanto esperamos sua volta será levado em conta.

Seremos julgados por nossas obras e por aquilo que fizemos com os recursos que o Senhor nos deu.

Portanto, entendendo que o Senhor virá arrebatar sua igreja, seja antes ou depois da tribulação, seja na terra ou nos ares, sejam com vestes brancas ou em novos corpos espirituais, importa que estejamos esperando atentamente pela sua chegada, pelo arrebatamento da igreja.

Para conhecer mais profundamente o que a Bíblia diz sobre o fim do mundo, você pode baixar nosso eBook aqui.

Deus te abençoe!

Gostou do artigo? Deixe seu comentário e compartilhe nas redes sociais.

 

6 Comentários


  1. Bom dia muito bom gosto de ouvir de lê a palavra de Deus até para saber mas como obdecer,muito obrigado.

    Responder

    1. Que bom irmã, não tem coisa melhor do que ler e ouvir a palavra de Deus.
      A palavra edifica muito as nossas vidas.
      Fica com Deus!

      Responder

  2. Tem um canal muito bom no YouTube , Reino Eterno, lá o irmão Luiz explica o arrebatamento e assuntos sobre escatologia comparando com as Festas e outros assuntos, que se encaixam perfeitamente.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *